quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O Iluminado ( The Shining, 1987)


O Iluminado, mais uma das pérolas de Stephen King, nos conta uma história de terror psicológico, com fantasmas no tempero. Porém, considerado por muitos, o mais assustador livro de Stephen King, ele se utiliza de muitas páginas para passar poucos sustos!
Danny Torrance é um iluminado! Um garoto, cujas habilidades incluem uma percepção altamente apurada, premonições e telepatia. O pai de Danny, Jack Torrance é contratado como zelador do Overlook, um hotel isolado no meio das montanhas, com uma história peculiar e um tanto quanto sangrenta! Jack se muda com a esposa e com Danny para o Overlook, para passar o inverno, quando o hotel se fecha. Isolados no meio do gelo, eles descobrem que não estão tão sozinhos quanto pensam. O fato é que o Overlook, tem – assim como todo hotel – os seus próprios fantasmas, e é por si só uma entidade maligna, que tem planos nefasto para com o especial Danny e sua família.  
Ao contrário do que parece, eu discordo da maioria e não acho O Iluminado um livro assustador. Durante as suas mais de 500 pág. (ed. de bolso) dá para se contar nos dedos os momentos de medo real, e se você espera se assustar, vai ter que ler muito até o primeiro susto, e continuar lendo muito mais até o próximo. King utiliza de sua narrativa, muito mais para desenvolver os personagens do que para assustar o espectador, o que não é ruim levando em conta, sua habilidade narrativa. King constrói vagarosamente cada personagem, expondo suas vidas e suas experiências com flashbacks bem posicionados. O grande destaque acaba sendo Jack Torrance, que é apresentado no presente como um pai afetuoso e exemplar, e aos poucos tem seu passado negro exposto, culminando num futuro de verdadeira loucura!
Outro grande personagem: o Overlook, também é muito bem apresentado, e King consegue como poucos, passar uma imagem visual bem clara daquilo que está escrevendo, resultando num hotel recatado e chique. As poucas cenas de dar medo  no livro, são o bastante para passar ao leitor a alma negra do hotel, mas fica a sensação que poderia ter sido mais, muito mais.
A minha visão final, é que o livro é sim muito bom, mas peca em gastar muito tempo na narrativa, o Overlook acaba se tornando um perigo secundário mediante a loucura de Jack – causada pela presença maligna do hotel – mas poderia com um pouco mais de atenção, se tornar um lugar realmente diabólico e assustador!






Escritor: Stephen King




Nenhum comentário:

Postar um comentário