quarta-feira, 7 de julho de 2010

Mesmo Delivery (2008)


"Não importa o destinatário a Mesmo Delivery faz a entrega. Sangrecco, o entregador, conhece o endereço do Inferno de trás para adiante. Sabe o do Paraíso também, mas não é prudente contar com isto. Qual seja o endereço, a melhor coisa é não saber qual é a carga. Caso contrário, será a última coisa que você ficará sabendo. E a morte na estrada chega em alta velocidade

Rufo é contratado para ser o motorista de uma carga misteriosa. Sangrecco é o encarregado da mercadoria – mercadoria essa que ele “adquire” ao longo da viagem – mas tem que fazer tudo na surdina, impedindo que Rufo saiba do que se trata a carga. Pronto, é com esse conceito simples que Grampá cria uma excelente história, com direito a todas as características de um Road Thriller: estrada, brigas de bar, garotas, e muita violência gratuita, transformando a viagem num mar de sangue. 
Rafael Grampá um dos primeiros brasileiros a receber o Weisner Awards – o oscar dos quadrinhos – cria uma história curta mas instigante, no melhor estilo Quentin Tarantino. Violência sob medida, dosada de sarcasmo e humor negro.
A arte de Grampá é outra coisa que chama a atenção, com traços extremamente originais e ângulos impossíveis, Grampá faz de Mesmo Delivery, algo no mínimo cinematográfico, com pontos de vista completamente ousados - traço esse que foi muito valorizado, dando ao artista a oportunidade de desenhar personagens consagrados como: Constantine e Wolverine.
O único contra é que a HQ é muito curta, e em poucos minutos o leitor já a terminou, o que acaba tornando o preço um pouco salgado, mas o acabamento de luxo, ilustrações maravilhosas, acabando superando isso e fazendo valer a pena. Se você curte o estilo, vale a pena dar uma olhada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário